Sociedade Brasileira de Tai Chi Chuan e Cultura Oriental Yang Chengfu Tai Chi Chuan Center Yang Family Tai Chi Chuan

Sociedade Brasileira de Tai Chi Chuan e Cultura Oriental

Yang Chengfu Tai Chi Chuan Center - São Paulo - Brasil

Desde 1978 ensinando no Brasil

 

Representantes para a América Latina da
Associação Internacional de Tai Chi Chuan da Família Yang

A arte marcial mais popular do mundo

Por Mestre Yang Jun - 5ª Geração da Família Yang de Tai Chi Chuan

A arte marcial mais popular do mundo

Muitos americanos se surpreendem quando descobrem que o Tai Chi é uma Arte Marcial. Na cultura pop ocidental, o Tai Chi é colocado junto com o Yoga como um exercício para a redução do stress,e bom para a prevenção de quedas na terceira idade. Mas qualquer artista marcial sabe mais do que isto. No nome completo do Tai Chi Chuan(ou no Mandarim Taijiquan 太极拳), o Chuan (ou Quan) significa "punho". É um sufixo comum usado nas Artes Marciais.

Claramente, o Taiji fez mais progresso como um programa de exercícios suave do que qualquer outra arte marcial. Embora o MMA seja uma indústria internacional multimilionária, ainda não tem a cobertura dos jornais ou das seções de esporte. Mesmo o Judô e o Tae-kwon-do fazendo parte das olimpíadas, sua população mundial de praticantes conjuntadificilmente se compara ao número surpreendente de praticantes de Tai Chi apenas na China. No mundo todo, o Taiji é propagado em inúmeros centros de idosos, bem como em um número crescente de hospitais, tanto como uma terapia preventiva como de reabilitação. Isto faz com que a população completa de praticantes seja impossível de ser calculada com precisão. "Não podemos dizer quantos são", diz o Mestre Yang Jun (杨军). "Eu não sei. Uma vez no ano passado disseram que o Tai Chi é o exercício mais popular usado pelas pessoas no mundo. Pesquisandono Google consegui a resposta. Não sei como fizeram isso, mas provavelmente é verdade porque na China a população é muito grande."

O Mestre Yang Jun é a quinta geração descendente do Tai Chi Chuan da Família Yang da linhagem de sangue direta desde o fundador do Estilo Yang, Yang Luchan (1799-1872 杨露神). Quando a maioria das pessoas pensa em Tai Chi, embora elas possam não pensar em arte marcial, elas provavelmente visualizam as posturas do Estilo Yang. É o estilo principal de Taiji no mundo de hoje. Isto coloca o Mestre Yang Jun em uma posição privilegiada. Atualmente, o chefe da linhagem é o avô do Mestre Yang, Yang Zhenduo (杨振铎). O Grão Mestre Yang Zhenduo está no final de seus oitenta anos. Em 2009, ele nomeou Yang Jun como o herdeiro oficial da quinta geração da arte marcial mais popular do mundo.      

Mestre Yang Jung tem um comportamento calmo e modesto, exatamente o que se poderia esperar de um mestre de Taiji. Ele tem um ligeiro olho preguiçoso, mas os olhos parecem estar sempre sorrindo.Ele ébastante fluente em Inglês e apenas utiliza oMandarim quando uma palavra é particularmente obscura.Se o sucesso de uma arte marcial é medido pelo seu grande número de seguidores, Mestre Yang estáà beira de liderar o estilo mais bem sucedido do mundo. Ele está esperando para aplicar as filosofias de sua tradição consagradas pelo tempo para continuar tornando-a viável e relevante no mundo moderno. Parte da filosofia do Taiji é evitar o encontro com uma força oposta diretamente.

Se o mundo em geral não consegue ver o Taiji como uma arte marcial, para que lutar? Mestre Yang elabora: “Quando as pessoas dizem que oTaijiquan é uma arte marcial, penso que isso limita o Taijiquan. Hoje, mais de 80% das pessoas não praticam Taiji para as artes marciais. Então, honestamente, se você pensa que Taijiquan é uma arte marcial, penso que é uma limitação. A sua raiz foi criada a partir das artes marciais, mas hoje é mais usada para a saúde das pessoas e como exercício, incluindo o equilíbrio mental”.

 

As raízes do Taijiquan

 

“Hoje, a popularidadedo Taiji está diretamente ligada à família Yang”, afirma Mestre Yang de forma inequívoca. Como a maioria dos seguidores de Taiji sabe, Yang não foi o primeiro estilo de Tai Chi. No entanto, ele foi o primeiro a cunhar o nome. Mestre Yang explica: “O estilo Yang foi aprendido primeiro com a família Chen. Essa foi a nossa primeira geração na China. Na verdade, o Mestre Yang Lu Chan foi para Chenjiaguo (aldeia da família Chen陳家溝) três vezes e naquele tempo ninguém efetivamente sabia que o Tajiquan existia. Naquela época, - este é um ponto que não estou muito certo - porque em nossa cidade natal, no começo não era chamado de Tajiquan. Nós o chamávamos de Grudando o Punho (zhanquan 黏拳) ou Punho de Algodão(mianquan 绵拳). Mais tarde, Yang Luchan foi para Pequim. Ele foi apresentado por um amigo e ensinou em um dos palácios do parente do imperador, chamado Duanwangfu (端王府). Ele ensinou lá e, na verdade, foi desafiado por muitos tipos diferentes de artistas marciais. Naquela época, ninguém sabia realmente que Tajiquan existia. As primeiras contribuições da família Yang vieram de Yang Luchan, que em seu tempo fez as pessoas saberem que o Taijiquan existia.

Eu realmente não sei quem criou esse nome, mas quando ele estava em sua cidade natal, Xianzhi (registros do condado县志) não tem registro, nem Taijiquan,apenas mianquan ezhanquan. Então, mais tarde, eles mudaram. Ninguém realmente sabe quem fez a mudança ou quando exatamente foi alterado para o nome oficial Taijiquan. O que dizem hoje, as pessoas estão supondo. O que estou dizendo é que eu não sei. Há muitas histórias, mas nenhuma delas foi comprovada.”.

 

De arte marcial para a saúde

 

Apesar de o estilo Yang descender de uma grande tradição de luta, ele tem se adaptado a ser mais orientado para a saúde. Em retrospectiva, foi essa mudança evolutiva que proporcionou ao TaijiYang um sucesso maior quequalquer outro estilo marcial.“Muitas pessoas sabem que, depois que Yang Luchan foi para Pequim, ele primeiro atuou como treinador, ensinando para a família real”.

“Em segundo lugar, ele também foi o treinador da Guarda Proibida. Ele teve esses dois tipos de trabalho. Então, o Taijiquan dos tempos antigos é difícil. A prática era muito diferente de hoje, que eu nunca vi. Eu não sei. Isto é apenas da minha família. Eles falam assim. Nem todos os membros da família real podiam fazê-lo. Embora os Manchurianos fossem cavaleiros, lutando contra a guerra, a essa altura eles já estavam na cidade. Eles não eram como no passado. Eles continuaram modificando os movimentos para que as pessoas pudessem fazê-los. A teoria, o princípio, eles ensinam os mesmos. Eles nunca mudam. O desempenho, os movimentos, - na verdade têm muitos estilos diferentes – todos eles seguem necessidades diferentes ou mercados diferentes, vamos dizer. Provavelmente essa não é a palavra certa, mas acompanhando o que as pessoas precisam, eles modificam.

Nossos antepassados, olhando através de todas as artes marciais tinham esse provérbio: “Xiang tui yong yi zhong he zai, yi shou yan nian bu lao chun”, (想推用意终何在,益寿延年不老春)que significa: planeje empurrar-avançar usando o pensamento para finalmente ser; lucro na velhice -anos de atraso -não envelhece– seja como a primavera. Assim, em tempos muito antigos, eles procuravam por: “o queé a arte marcial”?”Ela está ajudando a saúde das pessoas, fazendo-as viverem mais, como um manancial inesgotável. Não é um provérbio da nossa família. Isto vem dos clássicos. O objetivo é esse. A luta não é a razão principal.

Na verdade, hoje, esta é uma das razões pelas quais o Tajiquan tornou-se popular, mais do que muitas outras artes marciais na China. Algumas das artes marciais têm limitações de idade, capacidade. No Tajiquan, nós entendemos que pessoas de todas as idades podem praticar.

”Uma das razões pela qual Yang Luchan ensinava a família real era porque eles precisavam demonstrar seu espírito. Gradualmente os movimentos tornam-se cada vez maiores para fazê-los se sentirem graciosos. Isso vai se tornando aos poucos o sabor da família Yang. A abertura dos movimentos faz com que se sintam graciosos. Em alguns estilos,os movimentos pretendem ser menores.”

 

A diáspora Yang

 

Mestre Yang diz: “A terceira geração é a mais importante para o Taijiquan hoje”. Ele ressalta que oTaiji da família Yang sempre foi reconhecido por altos oficiais do governo, mencionando a formação de Zhongyang Guoshuguan (中央国术馆), uma academia fundamental de artes marciais que foi estabelecida como parte de um programa do governo para promover a saúde entre os cidadãos chineses.

“Meu bisavôYang Chengfu (1883–1936杨澄甫)fez parte do departamento educacional junto com Sun Lutang (1860-1933 孫祿堂).Ele era o chefe de neijia(內家),arte marcial interna. Adiferença é

que as duas primeiras gerações, Yang Luchan e Yang Jianhou, basicamente ficaram em Pequim. Yang Chengfu começou em Pequim e em seguida se movimentou de norte a sul. Em todos os lugares que ele ensinou, deixava um aluno e ia para o próximo lugar. Naquele momento, o governo da China também se mantinha em movimento a partir do norte. Esta é a razão pela qual o Yang Taiji é tão popular e reconhecido. Outro fator importante que contribuiu para a propagação do estilo Yang foi a criação de uma das primeiras formas nacionais padronizadas simplificadas, o“Movimento Simplificado de 24 formas de Taijiquan”. Esta é indiscutivelmente a forma mais praticada de todas. O “Movimento Simplificado 24” é baseado no estilo Yang. Eles retiraram todos os movimentos do estilo Yang e os reorganizaram em uma sequência diferente. Ele foi criado por volta de 1950 quando a China estava em revolução. A China estava procurando qual tipo de caminho tornaria as pessoas envolvidas na prática para melhorarem sua saúde. Desta vez eles criaram algo fácil para as pessoas aprenderem. Naquele tempo, eles tiverama informação que o estilo Yang era o mais popular. Com base nisso, eles criaram um exercício simplificado. Então surgiu o “Movimento Simplificado 24”.

Na verdade, a pessoa responsável por criar os movimentos, Li Tianji (1914–1996 李天骥), era um artista marcial.  Ele, de fato, aprendeu maisos estilos Xingyi, Bagua eSunde Taijiquan do que o estilo Yang. Ele não escolheu o estilo Sun; ele escolheu o estilo Yang por ser o estilo mais popular. Ao longo dos anos, com certeza no início, um grande número de mestres tradicionais não gostou dessa mudança. Eles têm vários argumentos entre o estilo simplificado e a forma tradicional. Eles têm muitas lutas. Agora, o “Simplificado 24” tem mais de 50 anos, perto de 60 anos. Sim, o Taiji original tem uma prática diferente. O Simplificado tem o outro lado da prática. O governo tem apoiado a promoção de Taijiquan de qualquer maneira. O Taiji simplificado realmenteajudou a torná-lo mais popular com as pessoas que o praticam. Isso realmente ajudou o Taijiquan a se tornar mais popular.

Por que o “Simplificado 24” é tão popular? Por que cada estudante universitário tem que aprender o “Simplificado 24”. Ele tem que aprender isso. Ele tem que passar no exame. Porque todos têm aula de Educação Física e um dos itens é Taijiquan.

Após a fundação da República Popular da China, os mestres chineses começaram a primeira onda de imigração. Muitos estavam fugindo daquilo que seria um século brutal na história da China, escapando dos comunistas e dos japoneses para encontrarem pastagens mais pacíficas. “Quando os japoneses vieram, meu tio-avô mudou-se de Guangxi para Hong Kong.

Dong Yinjie (1891–1960 董英杰), um dos discípulos mais seniores do meu avô, se mudou para Hong Kong também. Foi assim que o Taijiquan se tornou conhecido no exterior a partir de Hong Kong, que é um ponto. Em seguida, vários discípulos, como Cheng Man-ch’ing (Zheng Manqing 1902–1975 郑曼青), provavelmente você já ouviu falar a respeito dele e por ele estar no oeste, mais pessoas o conheceram. Na verdade, ele se mudou para Taiwain e depois chegou ao continente americano. Dong Yinjie esteve no ocidente, mas penso que ele esteve no Havaí. Antes deles, provavelmente ninguém conhecia Taijiquan. Então, por causa deles, as pessoas começaram a conhecer. Todos eles estavam relacionados ao estilo Yang. A família Yang se espalhou por toda a parte”.

Taiji para a vida e o equilíbrio

Apesar de seu orgulho da família, mestre Yang tem uma confissão a fazer: “Honestamente, antes dos 14 anos de idade, eu realmente não gostava de Taijiquan. Era muito lento para mim. Era difícil ficar lá, calmo. Apósos 14 anos, comecei a praticar “empurrar as mãos”. Comecei a ver o lado das artes marciais e isto era mais interessante”.Hoje, o interesse do mestre Yang em Taijij cresceu para abranger as filosofias eternas do Taiji. Ele foi muito além de “empurrar as mãos”. “Você sabe, ainda é uma espécie de ponto de vista técnico, descobrir que tipo de técnica pode ser utilizada. Isso ainda é o lado físico. O lado mental começa a partir do meu ensino. Quanto mais eu ensino, mais olho para a teoria – como as coisas físicas se relacionam com o espírito, se relacionam com a nossa vida”. Algum dia, o Taijiquan disse: “Não use força contra força.” Como nós usamos essa estratégia na vida real e não apenas nas artes marciais?

“Você pode estender isso para áreas diferentes. Depois que eu comecei a ensinar, pude ver isso. Antes, na maioria das vezes, continuava focando na pequena área, que é o lado das artes marciais”. “Nas artes marciais quando falamos em equilíbrio, a primeira coisa a fazer é, obviamente, ficar lá”.Não caia. Mas não é só isso; o equilíbrio tem que ser em todos os sentidos. Tudo que vejo, começo a comparar com os princípios do Taijiquan. Por exemplo, no Taijiquan, como você pode manter seu equilíbrio? Você quer estar enraizado. A primeira coisa é “enraizar”. Segundo, você precisa manter sua parte inferior pesada e a superior leve. Como você pode manter sua parte superior leve?

Por si mesmo, sim, você pode fazer isso, mas se há alguém afetando você...

Em Taijiquan nós temos a ideia de não resistir, não ir diretamente contra. Em muitas situações, por exemplo, ao equilibrar um ponto, você deseja obter o que você quer e os outros querem conseguir o que desejam. É desnecessário estarem uns contra os outros. Então, você pode aplicar os princípios do Taiji, evitando brigas diretas, talvez vocês possam trabalhar juntos. “Mesmo tendo lados diferentes, somos todos um”.Muitas pessoas dizem e eu não gosto, vários professores de artes marciais gostam de dizer:“Aquele professor de artes marciais não é bom”. Eles tentam ir por esse caminho. Eu acho que isso é uma espécie de hábito do passado, professores de diferentes artes marciaisgostam de se desafiarem. Tentam deixar claro quem é o melhor. Meu ponto é que temos nossa própria visão. O mundo lá fora é grande o suficiente para todos. As pessoas estão sempre procurando por “Eu peguei seus alunos” ou algo parecido. A melhor maneira é ir para fora para alcançar, ao invés de se concentrar na pequena área. Precisamos ajudar uns aos outros. Temos o mesmo objetivo. O que você fizer promove a arte marcial. O que estou fazendo também é promover as artes marciais. Estamos fazendo basicamente a mesma coisa.É desnecessário neutralizarmos uns aos outros. Podemos nos ajudar mutuamente a sermos maiores. Fique no lado positivo. Olhe para onde somos semelhantes. Faça-nos unidos. Se sempre tentarmos olhar para as diferenças, nosso mundo será menor.

“A partir do entendimento desse princípio, posso retornar para a arte. Se você só olhar para os detalhes, como você lida com essa técnica, é muita coisa e apenas técnica. Se você olhar para você e seu oponente como uma imagem inteira, a mudança de Yin e Yang desnecessária a partir deste local, o que você está fazendo a você. Você pode mudar para locais diferentes. E em um lado diferente, você pode encontrar equilíbrio para esse lado. Como você entende o lado da filosofia também ajuda a entender como você afeta a si mesmo.”

O detentor da 5ª geração da linhagem

Para herdar o legado de sua família, Mestre Yang está bem consciente da carga de suas responsabilidades, mas se mantém humilde a respeito.“Há algo que quero ser claro. Eu realmente não me vejo como o líder de todos ou de qualquer coisa. Penso que trabalhamos juntos. A única responsabilidade maior que tenho é o meu conhecimento. Tenho as coisas um pouco diferente dos outros. Para algumas pessoas, sendo bom ou não, elas podem seguir seus interesses. Se não é bom e elas não querem fazer mais, tudo bem. Mas eu, por ser da família, tenho esse tipo de papel – dever dentro do meu coração. Um dia verei meus ancestrais, sabe? E quero que eles se orgulhem de mim e que não digam “Você simplesmente não fez nada”. Então, isso me pressiona ainda mais e tento fazer o melhor a partir desta forma de arte. Eu realmente não quero ser o líder de nada. Essa não é realmente a minha intenção. Mas nesse momento, conheço muitas pessoas que podem dizer: “desisto”, mas eu não posso. Essa é a minha pressão”.

Linhagem do Taiji da Família Yang

·        Chen Changxing, 6a geração Chen Taiji (1771–1853 陈长兴)

·        Yang Luchan,fundador do estilo Yang Taiji (1799–1872 杨露禅)

·        Yang Jianhou,2a geração Yang Taiji (1839–1917 杨健侯)

·        Yang Chengfu,3a geração (1883–1936 杨澄甫)

·        Yang Zhenduo,4a geração (nasceu em 1926 杨振铎)

·        Yang Jun, 5a geração (nasceu em 1968 杨军) 

 

“Há tantas coisas, mudanças, que sinto que será difícil alcançar quando eu atingir certa idade. Nesse momento, muito do meu tempo é puxado para fora do meu aprofundamento da arte. “Puxado para fora” significa administrar as coisas, o que significa que estou cansado por isso. Eu não gosto de fazer isso. Mas não tenho nenhum jeito de desistir. Tenho que fazê-lo. Isso é algo que realmente não estou feliz em fazer, mas me obrigo. Realmente sinto que está ficando difícil de alcançar as coisas novas que continuam mudando”.       

“Meu objetivo é que, se no meu tempo, eu puder construir o padrão de treino para o futuro, então poderei dizer que fiz algo”.“Hoje o estiloYang tem muita história. Ao mesmo tempo, isso é também complicado. No passado, não havia sistema, não havia maneira de manter o estilo Yang próximo um do outro. Isso era um desafio. Muitas pessoas chamavam de estilo Yang, mas praticavam de maneira muito diferente. Isso pode ser uma questão para no futuro tornarem-se muitasformas diferentes de estilo Yang. Meu objetivo, no meu tempo, se eu puder construir um sistema com quem quiser se unir, nós construiremos esse padrão para o futuro do estilo Yang. Dizemos que Yang Chengfu é aquele que fixa o estilo Yang, o nosso modelo de estilo Yang. Não devemos sair muito longe dele. Temos que estar dentro deste intervalo.O Tajiquan está se espalhando com mais professores. Nós temos que ter um bom modo de manter os bons professores. A formação dos professores é uma parte; a educação também é muito importante.Estamos focando principalmente a forma longa de Yang Chengfu; só temos uma forma de mãos. Temos uma forma de arma longa e duas formas de armas curtas.A arma para a forma longa é o bastão. Para a forma de armas curtas, temos o sabre [dao 刀] e a espada [jian 劍]. O comprimento do bastão é de 8 a 10 pés.

 

O papel do Tajiquan nos tempos modernos

Todas as tradições marciais consagradas pelo tempo estão agora enfrentando o mesmo desafio: como se manter vital e relevante para a geração de hoje. O Taijiquan tem se fortalecido dentro de um domínio bem fortificado e crescente: a comunidade do bem-estar.

Isso tem comprometido a integridade da arte marcial?  É a forma longa tradicional demais para o mundo acelerado de hoje? Mestre Yang responde: “Frequentemente recebo perguntas de pessoas que vêm na minha escola e perguntam: Em quanto tempo poderei terminar esse estudo? Não sei como responder. Para as pessoas que não têm nenhuma ideia sobre Taijiquan, sempre pergunto: Qual é o seu objetivo? Vamos ver se o Taijiquan se encaixa com o seu desejo. Se você procura o Taijiquan como um exercício calmo para a saúde, uma forma de ginástica, então o Taijiquan poderá ser bom para você. Se você está interessado na explicação da filosofia do Taijiquan, como você pode usar em seu corpo, poderemos falar nessa direção. Acho que isso vai caber. Se você está interessado no lado técnico das artes marciais, então, poderemos falar sobre esse lado. O Taijiquan de hoje é um exercício multifuncional”.

“Como você exercita seu corpo, como você usa a estratégia do Taiji, amigos, colegas e família estão unidos. Taiji fala sobre tudo unificado, então, use esse princípio do Taiji em tudo. Fácil de dizer, mas difícil de aprender. No início, as pessoas não estão buscando essa parte. Mas quando você entende isso, como você pode se controlar (que levará muito tempo de prática da arte), então, naquele exato momento, você sabe o que deve fazer. Não fique animado. O Taiji é realmente interessante para mim porque é tão simples, o lado da filosofia, mas abrange uma área tão grande”.

Artigo publicado na Revista Kung Fu – Maio/Junho de 2015/6/9 Graciosamente Traduzido por Elaine Campos e Revisado por Paula Faro

 

 

Outros Artigos

Publicação Realizada no Wechat da Família Yang para toda a comunidade Chinesa

Publicação Realizada no Wechat da Família Yang para toda a comunidade Chinesa

Por Mestra Fang Hong

Mestra Fang Hong esposa do Mestre Yang Jun carinhosamente escreveu este texto a respeito dos Prof Roque e Angela e sua trajetória com o Tai Chi Chuan da Família Yang!

Tai Chi Chuan rejuvenesce e melhora a saúde

Tai Chi Chuan rejuvenesce e melhora a saúde

Por Angela Soci

Fácil de ser aprendida, atividade faz bem para corpo e mente

Tai Chi Chuan e emagrecimento

Tai Chi Chuan e emagrecimento

Por Angela Soci

Prática reduz ansiedade e oferece equilíbrio para moderar alimentação

Sociedade Brasileira de Tai Chi Chuan e Cultura Oriental
Rua José Maria Lisboa, 612 / Sl. 07 - Bairro Jardins - São Paulo/SP - CEP: 01423-000
Tels: (11)3884-8943 ou (11)97678-6072 / e-mail: contatotaichi@sbtcc.org.br